Como fazer para recuperar a saúde e a qualidade de vida

Já faz um tempo que o vírus da Covid-19 está circulando pelo Brasil. Se você não foi infectado, é provável que conheça alguém que tenha testado positivo e esteja sofrendo com as sequelas da doença. Quanto mais os dias passam, mais aumenta a curiosidade e os avanços da ciência sobre as melhores práticas para a manutenção da saúde depois que você é contaminado pelo novo coronavírus.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, mais de 10 milhões de pessoas já se recuperaram da doença no Brasil. Para algumas, o fato de já ter passado pela experiência é motivo para relaxar os cuidados com a saúde e não seguir à risca as recomendações para evitar o contágio. Porém, essa atitude não é a mais correta!

Segundo especialistas, não há evidências científicas de que quem contraiu a covid-19 não vá se contaminar de novo. Além disso, por ser uma doença nova, os efeitos do vírus a médio e longo prazo não são totalmente conhecidos. Quem teve a infecção pode ainda apresentar eventuais complicações e sentir a saúde fragilizada.

Algumas pessoas sentem uma indisposição física e outras sofrem com oscilações no humor, não existe uma regra, mas a recomendação geral é que todos busquem maneiras de promover o bom funcionamento do corpo, para recuperar a qualidade de vida que existia antes da infecção.

Dicas para cuidar melhor da saúde depois de ter se recuperado da covid

Mantenha uma alimentação saudável
A alimentação é a protagonista da saúde. Quanto melhor ela for, mais saudável você será. Ao montar os pratos das principais refeições, pense na qualidade nutricional dos alimentos escolhidos. Inclua o feijão, que é rico em ferro e um aliado importante na recuperação do sistema imunológico, consuma peixes, que são ricos em ômega 3, substância que pode reduzir os processo inflamatórios e aposte nas frutas cítricas, ricas em vitamina C. Lembre-se de que você não precisa consumir alimentos caros, busque a variedade!

Cuide da sua hidratação

Quem está se recuperando da COVID-19 precisa redobrar os cuidados com a hidratação. Durante a doença, as febres aceleram o processo de perda de água do corpo, por isso, é importante garantir o consumo de líquidos durante e após a infecção.

A água ajuda as células de defesa a chegarem em todo o corpo. Além disso, manter o organismo hidratado ajuda a amenizar dores de cabeça e eliminar toxinas. As vias nasais, a boca e o pulmão também agradecem se você andar com uma garrafa de água sempre por perto.

Preste atenção na saúde emocional 

Com o isolamento social e tantas notícias tristes por todos as partes, o que não faltam são dificuldades para manter o bom humor. É natural que as pessoas estejam sentindo-se sozinhas e lidando com problemas de ansiedade, medo, tristezas e incertezas. O momento é desafiador e traz complicações para a saúde mental, portanto, é preciso olhar com carinho para ela.

O primeiro passo é entender que estar isolado não é apenas ficar sozinho, é agir em prol de um bem maior, a preservação da saúde. Respeite seus momentos de fragilidade, mas faça o possível para não se entregar. Cuide do corpo, tome um banho relaxante, mantenha uma alimentação leve e cultive hábitos que trazem alegria, como desenhar ou  ler…Manter o pensamento  positivo também ajuda!

Atenção extra para o acompanhamento com um profissional da saúde 

A síndrome pós-COVID-19, que envolve todos os sintomas que persistem mesmo após o vírus ter ido embora, está em fase de investigação e ainda não é possível ter conclusões definitivas sobre ela. Se perceber que sua saúde não está completamente recuperada, não hesite em buscar ajuda profissional para fazer uma avaliação e entender quais os tratamentos mais adequados.

As recomendações de tratamentos são valiosas para quem já está doente e para quem quer preservar a saúde, mas para combater o coronavírus, o passo mais essencial sempre será a prevenção. Não deixe de cuidar da sua saúde e invista em hábitos que colaboram para com o bem-estar!

Fonte: clinicaseom.com.br